sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

NA METADE DO CAMINHO...



Elos de Uma Corrente
Prezados amigos leitores, desde a mais sutil partícula à mais distante galáxia qual seria o elo que une, sem a gente sequer imaginar o que liga tudo num todo? Alegam os grandes Iluminados e a ciência mais avançada já provam essa ligação...

Numa cadeia em forma de sutilíssima tela tudo deve estar realmente ligado numa dimensão tão infinitamente pequena e distante de nossa imaginação, que é difícil qualquer teoria, e nem mesmo a física mais avançada se aproxima das provas definitivas.

Dizem os físicos que as micro-partículas sem massa formam um todo onde o universo estaria unido e conectado, e a princípio, em tese deve ser isso mesmo, mas imaginar a magnitude que é ao mesmo tempo espaço infinito com tudo que existe dentro e uma única partícula de onde tudo proveio, não é possível à mente racional formar uma ideia precisa.

Imaginar então a partir dessas três premissas: espaço infinito, partícula única e vida universal capaz de criar formas às quais anima e dota de mecanismo de reprodução semelhante, que tipo de inteligência lhe estaria por trás?

Dizer que é Deus está bem, que seja Deus, mas como é Ele e o que é possível saber Dele senão como a inteligência absoluta que organiza o todo e governa as partes sem, todavia ser possível vê-lo ou mesmo entende-lo?

Apenas por formular semelhantes questionamentos surge uma espécie de alheamento e se perde o eixo científico e as referências químicas, biológicas e psíquicas, que dirá conceber uma teoria universal que englobe tudo de forma harmoniosa como é a coisa toda?

Se em estado de micro partículas, existe o elo que une o universo todo, também de algum modo o homem é um elo intermediário, quase mágico, devido sua capacidade enquanto individuo de ao poucos ir desvendando esse mistério da criação.

Supondo que Deus é o dentro e o fora de tudo e é também esse tudo, sem, todavia ter em si mesmo um olhar que o desvendasse pelo de fora, embora dentro, pois em termos de infinito não há dentro nem fora, e criou então o homem, esse estranho e pequenino ser feito à sua imagem e semelhança, com possibilidades por ser ele mesmo para revelá-lo.

Na minha humilde opinião, cada dia fica mais patente a possibilidade do homem ser realmente capaz de se tornar Deus, pois como afirmam todas as doutrinas de que o homem é Deus, mas disso teria se esquecido, como ensina Santo Agostinho, e à media em que vai desvendando o universo, vai revelando, também, ainda que até às vezes o negue, o seu criador. E ainda considerando a teoria Teosófica dos Sete Sistemas de Evolução onde o homem se desenvolve e estando ainda na metade do caminho, o futuro de quem prosseguir nessa marcha promete.

Mas realmente o universo é fenomenal, para não repetir o Hindu que afirma que é ilusão, pois eu poderia dizer qualquer outra coisa, como escrevi já em algum lugar, no entanto escrevi isto que ora estais lendo. No mundo das idéias isto é perfeitamente possível, já na esfera universal, do ponto de vista dos códigos e leis não. Senão a pimenteira poderia dar morangos e não dá. 

9 comentários:

  1. Porta Aberta Paulistana...

    Nascida para ser grande entre as grandes, até como porta és magnífica!
    Só tu poderias ser a capital paulista, onde vivem todas as raças e culturas!
    “Crescem” e brilham os artistas, e em ti também o país se assenta, com sólida estrutura!

    A tua indústria produz noite e dia, a vida de todas as vidas ganha mais vigor e garantia, e as pessoas de todas as partes do mundo, em suas terras inimigas, em ti abraçam-se, amigas!

    De coração aberto a todos abrigas, e em ti o pobre se faz rico, o pequeno grande!
    Ao feio fazes bonito, fruto da miscigenação que promoves, para que sejam teus filhos da geração ao quais ao alto elevas e sobes, e tu com grandeza criastes, e no alto da civilização conservas, bem altos, tão nobres!

    São Paulo que te quero livre, grande, limpa, que te quero respeitada e muito bem governada, te quero muito bem apascentada alimentando a fome de quem tem fome, alimentando de saber quem de saber tem sede, alimentando o rico, o pobre, porque és rica e acima de tudo porque és nobre!

    São Paulo, esteio do Brasil, refúgio do imigrante, sonho do pequenino, anseio do retirante, objeto do desejo do político farsante, São Paulo da boa herança e de tantos amores! São Paulo da Academia e muitos doutores! São Paulo da Avenida Paulista de tantos valores!
    Do Ipiranga, da Barra Funda, Praça da Sé, Vila Maria, do Sumaré, da Água Branca, Pompéia, Vila Madalena, do Mercado da Cantareira, do Tucuruvi, de Santo Amaro, São Miguel, Morumbi, Viaduto do Chá, Teatro Municipal, e de todos os bairros que fazem de ti, São Paulo, Capital!

    São Paulo porta maior do Brasil e de ti mesma! Ah São Paulo, não cai na mentira da lesma, do Planalto!

    Em Teu estilo quão alma, espírito e corpo maravilhoso! Que honras e ostentas com sorriso orgulhoso!

    São Paulo de todas as ciências, de todas as almas, de todas as crenças, por todas as vias, que se não esgote a água doce, com que à sede de todos sacias!

    São Paulo de tantas tristezas e alegrias... São Paulo de todos os “Santos” e dos Paulistanos parabéns, pelos teus quatrocentos e cinqüenta e nove anos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ficou uma bela homenagem. Parabéns, também a ti.
      Norma

      Excluir
  2. Diante da constatação do tudo que desconheço (e é muito)e fazendo uma re-engenharia inversa, também concluo: Pimenteira não dá morangos. Restando-me partir para à Poesia e tentá-los somá-los...

    Grata e Boa Sorte, Norma

    P.S.: Ficou visualmente bonito as tuas palavras, nesse Post em especial. Qto a Sto Agostinho, com ele ainda sem acordo. Retrato virado para parede há muito anos e até a 2a.ordem. Sou solidária à Flora Emília até o último fio de cabelo. Meu ou dela! Deus quando nos criou (também) precisava de nós duas para se conhecer e se reconhecer nessas 'facetas' (rs.rs.rs)
    Nac♥

    ResponderExcluir
  3. Obrigado Normita, mas Santo Agostinho até que não era mau menino rsrsrsr

    ResponderExcluir
  4. Pergunte à Flora Emília

    Bjo Norma

    ResponderExcluir
  5. Desculpe a minha ignorância, mas não conheço a Flora.
    Fale dela.

    ResponderExcluir
  6. A tragédia de Flora Emília

    Heloísa Corrêa Moura

    Universidade de São Paulo

    http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-026X2005000100013&script=sci_arttext

    Comece por aki, meu amigo.

    Bjks, Nac♥

    ResponderExcluir
  7. li, mas tenho como fato positivo ter-se tornado Dra. Isto caso sejam verdadeiras as teorias.

    ResponderExcluir
  8. Que teorias sejam verdadeiras?
    Do seu dourando ou de seu sofrimento?
    Há material comprobatório tanto de um quanto de outro - rs
    No problem! No 'reino' há a compensações para esses casos: para cada descanso no encarne masculino, 2 de "laboro" no feminino ... ahahaha! Pode-se fazer mal ao homem, mas a Vida tende a dar certo. E nem é questão de justiça é de .... ajuste!
    Bom sábado, meu amigo.

    ResponderExcluir